Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2009

Distância, uma nova história.

Ganhei o prêmio essa noite, de idiota. Descobri que não entendem nada do que eu digo, foi engraçado. Ouvi assim "eu gosto muitão dos seus textos... Vc q não acredita. Diz tudo, mas nem diz nada. Só significam pra vc e eu me perco tentando entender." Isso é o máximo, o problema é eu pensar que estava conseguindo fazer entender. Ganhei mesmo o prêmio, fui enganada por mim mesma hahahaha. Ai ai. Hoje passei o dia tirando de mim palavras, frases, de pequenas epifanias. Todas elas me escaparam agora para este tabuleiro de búzios que jogo as palavras sem rascunho, esperando que tragam algumas respostas, minhas, dos próximos, dos de longe. Estou sem as boas palavras, mas estou com a bela aurora.
Amanhã é o último dia do mês, e também menos horas para o reencontro que, falando a verdade, nem anseio, apostando nessa reciprocidade arisca, não por falta de sentimentos e sim pela presença de muitos outros. É tempo de ser minha, só minha. Nessa última semana inesperada de férias fiqu…

Vanguart no parque com os patos.

Errei a letra toda(Vanguart). Tudo bem que eu queimo o meu filme tocando Mallu, mas eu gosto dessa musiquinha e é pra Rebeca, prima querida, FELIZ ANIVERSÁRIO! Sua gaiata infame! Vamo montar ainda uma orquestra só de instrumentos tocados pelo nariz. Amo-te. Beijominbipa.


De primeira ela é feia, mas depois de escutada umas 5 vezes, vc começa a gostar (kkk).
(Doug e Lua)

Nascimento

Imagem

Assalto.

Ontem fui ao cinema. Tanto tempo que não ia que, meu deus, não sabia o tamanho da exploração pra ter acesso à cultura. Sei sim. Sempre soube. Mas era tão absurdo que tive vontade de fazer um barraco ali, mas coitada da moça, é outra explorada. A entrada do cinema (inteira) R$19,0 (DEZENOVE REAIS!!!). Taquepariu, pobre não vai ao cinema. Simples assim.Agora me diz, 3 reais a passagem, 6 ida e volta. 19 o cinema. 25 reais UMA PESSOA! VINTE E CINCO REAIS NÃO É POUCO DINHEIRO! (E pelo que vejo é raro alguém ir ao cinema só, a não ser eu. rs) Me diz quantas famílias das satélites tem condição pra ir? Teatros, não sabem nem que existem. Não entende quem não se sacrifica pra pagar uma passagem pra ter acesso. E assim vai... Brasília continua essa ilha. Maior renda per capita do país. Lugar onde mais se desperdiça água no planeta. Só gente boa. E aquela ponte? Projetada pra aproximar do centro São Sebastião, o Lago e o Paranoá. A obra começou depois mas terminou, bem antes que as obras do met…

Feliz dia do Amigo [atrasado]

Imagem
*Calem as bocas, eu tinha quase 10 anos nessa foto com a Rafa.*

















Eu sei, eu sei, tá faltando foto sua. Eu sei, juro que sei. É que tiraram as minhas mlihões de fotos do computador e só achei essas. Se vc é meu amigo e tem certeza disso me mande uma foto com o seu xingamento e pague 10 reais que eu coloco aqui. Ou vc acha que esses tão aí de graça?
(Mas é sério, me manda, me manda. A desculpa das fotos é verdadeira.)

Sem malícia

Então, refletindo sobre tudo que deixei passar na vida, o que quero pra ela e o que tenho descobri que a resposta é a mesma pra todas: NADA. Aí, lembrei de ti que havia dado uns voos rasantes pra um pouquinho longe e que eu continuava a regar as plantas esperando disfarçadamente*, fingindo não querer ouvir o zunido das asas. Beija-flor Azul que por muito tempo é o soberano do meu desejo, a referência pessoal de emoção, de imensidade, de ternura, de profundeza de carne. Quero respirar o teu rosto. Respirar tua respiração. Respirar o ar quente que emana de ti. Destinguir cada vez com menos luz os teus contornos.
Não me cabe mais falar da nossa coragem especial, absurda que encontramos a graça profunda. É vão porque já caimos da pedra mais alta aos gritos alegres e sentimos a dor e o barulho dos corpos na água, restando-nos apenas a brincadeira! Competir pra ver quem vai mais fundo. Às vezes nos amedrontamos, quietamos subitamente olhando nossa saúde e então nos percebemos mortais junto…

Não prolonguei - ele disse.

"Escute, garota, façamos um trato: vc desliga o telefone se eu ficar [muito abstrato] um pé no saco."
Infinita Highway - Engenheiros

E aquela obra infinita que me desconcertava com audácia, me conduzia às torturas voluntárias e que hoje, pelo menos, nas últimas horas, não passa de cócegas? Aliás, quisera eu fosse ainda. Beija-flor desapareceu junto ao teu sexo e a tua língua no meu mamilo. O que falta é o eu que tu vês e o tu que vejo. Quanto mais nos esforçamos pra lembrar, mais somos outros.
Como a despensa de quem ousou viver de poesia no Brasil é a despensa da minha cabeça, de repente, sem comida, sem palavras.
O engraçado é quando uma relação se estrutura em cartas. Quando a correspondência chega depois de quase uma semana (nem todo mundo tem grana pra sedex), leva-se em conta que todo esse tempo é o suficiente para mudanças bruscas, principalmente quando tratamos de pessoas como eu, idiotas (não que tenham sido mentiras as palavras). Aí toda vez que ''tenho'…

Céu-Azul

Imagem
Domingo, meio dia e vinte e dois, Céu-Azul, DF. Depois de uma semana no Gama (dispenso os adjetivos), estou aqui. A visitar familiares que há muito não via. Primos que me ensinaram a jogar bola, jogar biloca e a explorar os pais pra comprar 30 dindins de uma só vez. Reparo como tudo está mudado. Quão grande é contraste dos rumos, de meus rumos com os deles. Motoboys, meninas buxudas, presidiários, jogadores de video-games, apaixonados por sons de carro e luzes neon e eu aqui com meus luxos. Eles, personagens dos meus livros de sociologia. Quanta santa hipocrisia minha. Meus luxos de sempre poder escolher o próximo lugar pra viajar, luxo de conhecer o Bem desalienado (?) e saber dos amores além do artista da tv, da novela brasileira, saber do amor aos livros, aos instrumentos, às estradas, à minha mochila. Luxo da boca dos caras de São Paulo, do índio que VAI de Caco Pontes, o cachorro doido.
Minha casa é o mundo, a deles é a construção chapiscada durante a vida. Minha capoeira é dança…

MÓVEIS LÁ DE CASA KKKK

Imagem
*-* Somos colegiais mesmo.
Móveis Coloniais naaaaaaaaaaada. Zeraados!

Como tocar flautas [com o nariz]

Como tocar flautas. Tá tudo errado, mas foi sem treino.
Foi no cruzão kkkkk (direitos autorais reservados), né não, cara de rabanete?
E o segundo vídeo não tá carregando, mew.

Assim fica mais fácil

Imagem
Depois de 76 opções de férias, a que ficou foi a mais simples e talvez a mais insana de todas. É a que está me levando ao encontro dos amigos antigos, ANTIGOS mesmo. Aquela vida de tá todo mundo entrando em depressão no msn, aí um decide chutar o pau da barraca de tanto desepero (eu) e subir pra ADM do Gama, no meio do caminho encontra outro, até aí já são dois, só que lá mesmo já tem mais duas, beirando umas meia hora chega mais outro e outro e outro com violão, eu, craro, já tô com 32 pifes, panderim e tingling. Pah - O dia inteiro todo mundo sem fazer nada, jogando papo no gás carbonico (nem é digno de ser chamado de ar), chegando umas 22h em casa. E o melhor, na hora de ir embora vai todo mundo junto deixando um por um em casa, o último pega um baúzim que a passagem foi na vaquinha. Maluco, e só de sacanagem hoho as Lamparinas ainda saem no sítio da cidade kkkk té piada. (clique aqui e veja com os próprios olhos)

Galera, só avisando: Se liguem no congresso da UNE na UnB, começa ho…

Fééééééééériaaas

Okok. Férias, graças a Deus! Mesmo que pequenas são diviníssimas!
Primeiro dia foi sábado, depois da última prova e que mais tarde teria teatro na UnB, porém por motivos de forças maiores tive que voltar pra casa e desfrutar do tédio mais intenso que alguém já sentiu na vida nessa cidade, sério, cheguei a chorar de desespero. Fui obrigada a assistir três filmes numa lapada só: um TOTALMENTE pornô disfarçado de comédia, emprestado pelo Igor (ele se entregou haha pra todo mundo do colégio que lê o blog), O Pequeno Príncipe, lindo de viver, lindão mesmo e um outro que não me lembro o nome, mas que me fez chorar soluçantemente com a morte de um golfinho de pulmões perfurados. Enfim, o tédio era tenebrosíssimo e até fui dormir OITO HORAS, OITO HORAS (sabe o que é isso numa noite de sábado?)!!! E meu humor variava de Edith Piaf para Maysa "Me traz uma cerveja, um cigarro e sai daqui seu merda!".
Fiquei acordando no meio da noite com falta de ar, porque você sabe, Brasília quando t…

maisumaMaria...

O que me falta é esse eu que tu vês.
E a ti o que falta é esse tu que eu vejo.
Por mais que avancemos no conhecimento um do outro,
quanto mais nos refletirmos,
mais seremos outros.

*nada pessoal com ninguém, é apenas um trecho belo de uma obra.*

Pra rua me levar...

Eu nunca escrevi nada aqui que antes já não estivesse em folhas jogadas em que eu fico catando palavras em todas pra fazer o conjunto, o emaranhado, a teia que explique algos. Eu nunca consegui dizer o que tem dentro de mim, no cru, por mim, de forma minha. Esse aqui, como todos outros textos, não passará de algo-nada, mesmo sem os rascunhos bagunçados. Palavras me aguardam o tempo exato pra falar, coisas minhas.
Durante esses últimos dias estava tão sensível que eu não sabia sobre o quê escrever, porque tudo era tão digno de belas palavras que só olhava e olhava e olhava o que me fazia ter vontade de ter vontade de escrever. Geralmente escrevo sobre o que em algum momento achei sublime, era justo o que ocorria, tudo era sublime demais. Não escrevi nada. Me perdi nos nós, nos eus, nos sempres, nos eternos, nos passados. Uma semana que não fui nada, só observei e senti. Belezas que doíam no âmago. Saudades e sonhos. Promessas que me fiz que ainda não cumpri. Escrevi nada. Ultrapassei a…

Despréfabricar a casa.

Imagem
Uhun, todos sabemos. Vivemos em um mundo machista! É certo e explícito que garotos são criados para serem 'pegadores viris', as mulheres são educadas, se não em casa, na rua, na escola, no escambal, diretamente ou indiretamente para se guardarem ''puras'' até a hora do casamento e depois viverem felizes e contentes cuidando da casa, dos filhos e do marido. Reconheço que está muito mudado. Os tempos são outros (teoricamente). Se analisarmos, historicamente, a mudança é recente, e exatamente por isto não deu tempo da mentalidade se adequar ao que estamos vivenciando. Os homens passam por um processo educacional que supervaloriza o sexo. Mas se você for mulher tem que reprimir, ou vai levar má fama (Joga pedra na Geni!). "Homem precisa mais de sexo"...JESUS ME DEPILA!! Quem disse? A diferença está no visual, digamos, graças a bondosa mãe natureza, não dá pra perceber, só de olhar, que a mulher está excitada. Não sei se as garotas que lerão isto vão conco…

Amor platônico da Poesia

Cabelos revoltos, há dias sem prisão de forma, sem uniforme. Livres.
Não gosto de folhas com linhas, é o mesmo que usar uniformes. Nelas, as palavras já têm suas formas, seus caminhos. Não pode! Elas têm que encontrar seus próprios horizontes, em mar deitado ou em chuva que cai de pé e corre deitada, corcunda como o arco-íris.
Não gosto de vestibulares, é o mesmo que usar uniformes. Neles, tudo já tem sua forma e é sem caminho, são piores que folhas pautadas. Para entendê-los tenho de desentender o que sofri pra entender. Entender que danço, mesmo que sentada. Que beijo, mesmo que distante. O amo, mesmo que nunca. Entendo os pássados, com eles há desprendimento da terra.
Não gosto quando já adormeci e logo me aparece a Poesia tácita, deitando-se ao meu lado. Gosto. Não gosto é de não conseguir beijá-la por preguiça. Não faço amor com ela, por preguiça..."Putz, cara, não vou levantar não, amanhã vejo isso, já tô dormindo". Mas esqueço-a no outro dia.
Fica aparecendo até que n…

Rot. na

Toda noite é mesmo dia
bate ponto
cumpre turno
acorda cedo
cara feia
pouca grana
faz desejo
assiste o jogo
desiste
tenta de novo
A impressão que se tem
é que nos últimos tempos
os dias passam
cada vez mais rápido
(e sem retorno).

Caco Pontes - Poesia Maloqueirista