Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2012

explode a lantejoula no globo ocular

Imagem
se a vida é tão boa, então porque é que a gente chora atoa quando começa a remar?
[6:00 - muitos meses nessa casa e é a primeira vez que escuto os sinos da catedral tocando]



Tornare a Casa - Itália

Imagem

Lo encandila los vientos

Imagem
enca
"te amo depois" - um colapso do corpo com a verdade. um choque.
"te amo demais" - verdade também.

o vento não passa em corpos sem buracos. é preciso deixar passar pra lá.

a serenidade é um tipo de agitação. isso que aquele rapaz de óculos redondos me disse antes de dormir. talvez eu conseguisse sentir isso dessa vez se tivesse alcançado esse sentir. mas nem.
o sono veio por algumas horas, agitado, só, sem sonho.

a casa vazia, e mais uma vez aquela sensação louca de tudo. onde eu olho de cima da montanha e penso talvez ter alcançado um lugar e mais uma vez pensar: hora de voltar pra casa. quando a gente sente mesmo o mundo inteiro. embora o céu não estivesse no meu azul da boca.

penso também que amar é disposição. estar à prova dágua, prova à terra, à fogo, à tormenta. quando a gente começa a se cansar? quando todo o tempo é isso. a minha vontade é de ficar em silêncio, porque não é a vontade.

um cardume de pensamentos, sensações de coragem e medo. o mundo inteirinho na frente desse corpo de fogo. eu só sei, dançarina, que na minha vida eu preciso estar pulsando. pulsando. pulsando. se eu for enterrada por toda essa terra eu vou dizer: o pulso ainda pu…

uma pausa dos tantos olhos.

terra pra mão carícia

Imagem

beije-me

Imagem
alto. bem alto.

bilhete

Se tu me amas, [não] ama-me baixinho
Não o grites de cima dos telhados
Deixa em paz os passarinhos
Deixa em paz a mim!
Se me queres,
enfim,
[não] tem de ser bem devagarinho, Amada,
que a vida é breve, e o amor mais breve ainda...



a descoberta do dia: o Mario Quintana era Leonino. Como ele conseguiu fazer um poema desse?
isso é plágio ou mentira.
tomei a liberdade de mudá-lo, em nome do fogo.

fogo

"o por-do-sol é belo por tudo o que te faz perder"


u m p e n s a m e n t o d e c a d a v e z u m m o v i m e n t o d e c a d a v e z a i n s p i r a ç ã o v e m c o m o h á b i t o d e n u t r i r - s e do q u e t e d á v o n t a d e d e v i v e r o a c a s o a j u d a m a s v o c ê t e m q u e p r e p a r a r a a r m a d i l h a p r a p e g á - l o .

chegamos aqui

novamente.


"tudo o que não deu certo, eu sei que não tem conserto. meu silêncio chorou, chorou"
 abraçaço, caetano

às vezes dá muito medo.

Imagem
eu preciso de ajuda.

ela voltou, subindo as escadas novamente pra dizer que

"(...) sido uma surpresa atrás da outra..."