lembrete:

"Improvisar para Laban é, de um mesmo movimento, buscar e encontrar, decompor e unificar, esquecer e rememorar, mas sobretudo, não se lembrar  (...)
Improvisar é se dedicar a esquecer, para se dar a chance de ver afluir as múltiplas possibilidades de sua mobilidade. Quando improvisa, a dançarina ou dançarino "vive uma experiência que implica em uma aprendizagem do saber-morrer,, do saber-desaparecer como promessa de rememoração e de experiência verdadeira."

(a dança pelos sentidos p.60)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

canção para leoninos em fá menor

Significado das gírias de Brasília!