Postagens

Mostrando postagens de Março, 2014

olho fechado

será que debaixo da cidade tem um mundo de árvores deitadas?

ladainha de biriba

como eu entendia:
o mundo com deus é grande
o mundo sem deus é mais

e como era:
o mundo com deus é grande o mundo sem deus é nada

mais que muito

você é ilumina
na vida

muito de mim se ilumina com
você dentro.

e fora.

eu tenho que saber o que fazer com isso,

eu pensei enquanto caminhava entre o conjunto nacional e o conic quando queria chegar no setor comercial sul.

há dias pareço assistir uma bizarrice. existe uma tristeza em mim que habita os meios e os cantos. caminho bem com ela, mas dói.

enquanto, mais uma vez, ando de um lugar ao outro escuto os gestos e sons das palavras.
-moça, você não vai conseguir se não pagar essa taxa.
-moça, me dá 1 minuto?
-compro, troco e vendo ouro!
-exame admissional comigo!
-firififi do moço da limpeza assobiando.

há um mês ando com alguns trocados alimentando meus sonhos selvagemente e tentando dividir o que tenho com quem divido o mundo.
tá bem difícil e às vezes a Máquina me trava em algum lugar (e rezo pra que seja sempre um lugar possível), imóvel com a tristeza que a partir desse dado instante aflora na pele.

o dinheiro desumaniza. te deixa distante da morte, distante da fome, mesmo que na ilusão... ele te deixa longe. já (ou há muito tempo), não ter dinheiro não é normal. TemQue ter dinheiro.

e e…

brasília

me fazendo engasgar
com esse concreto
áspero
ta doendo no osso do peito

aniversario do mestre

hoje, dia de uma superação
dia de ser só
e perceber-se sendo
jorrar sangue
e descer a rua escura sozinha à noite


é sonho, e sonhos são.

não posso mais

mentir:
sim
ou
não


é que são.

nem todo desejo

é pro capital
de capital
com capital
mesmo sendo na capital

fui no oftalmo

e ele disse que meus olhos são bastante expostos.

acho que isso diz muito sobre mim.

desde um tempo

Meu olhar tem sido relaxado.
Diferente dos meus músculos.

precisa-se

quero amizades
que gostem de ver baleias
e ver baleias nao é fácil

dormir na rua
fotografar várias vidas
por nada
por conforto
e travesseiro de ouro
e de amor

mais de amor

Amém

passeio
à passeio
e mais que à passeio.
o mundo é bom
e que esse amor seja
e esse amor me transborde
e que eu-corpo seja tranquilo
AGORA é devagar também
Amém.