façomainão, aprendi

cortina e varão para banheiro extensão de tomada cortina barraca individual saco de dormir mochila menor pisca pisca uma bola de pilates estive longe da minha dança, do meu canto correndo atras de uma fome e de uma sede de ser compreendida de canalizar toda essa minha raiva pra algum lugar acredito que fiz beleza, amei bem fundo um amor que se foi se foi como carro máquina que vai tirando a plantação da terra mas ficou a terra. e a minha nova fome de criar e por tanto estive olhando essa terra, vi chuva cair, trovão pés passarem por mim, que sou essa terra nunca fui tao terra. nunca amei tanto terra, barro deus que cria do pó logo eu, que sou esse grão saudade da dança que samba pisado que pega fogo tornozelo caliandra fora da estação tava sendo grão e olhando o deserto, a gente tem medo da vida, por vezes solidão que é caminho pra ser nois só resta ser nois grão de areia deixei pandeiro e triangulo em algum lugar que nao faz mais existir troquei troquei o que a mão toca preimeiro pelo corpo de alguem e junto, do trabalho sem brincadeira a gente esquece a dança esquece o canto tudo o mais que dá sentido faiçunão, menina faiçumainão

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

canção para leoninos em fá menor

Significado das gírias de Brasília!