grão de areia


tristeza mora comigo
por causa da solidão
eu pareço uma andorinha
querendo fazer verão
uma gota de agua doce
querendo ser ribeirão
uma semente caída
querendo ser plantação
mas olhando pro deserto eu sou apeas um grão de areia
um grão
de areia
um grão
de areia
um grão

sou um peixe do cardume no mar da imensidão
eu sou uma flor do cerrado que nasceu fora da estação
quero ser bom capoeira
e jogar com o coração
mas olhando pro deserto eu sou apenas um grão
de areia
um grão
de areia
um grao
de areia
um grao

eu queria ser o luar que iumina o meu sertão
ou então ser uma estrela de qualquer constelação
vou andando pelo mundo com meu pandeiro na mão
mas olhando pro deserto eu sou apenas um grão

de areia
um grão
de areia
um grão
de areia
um grão


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

canção para leoninos em fá menor

Significado das gírias de Brasília!